Ir para o conteúdo

Andre Vieira

Tela cheia

Blog

3 de Abril de 2011, 21:00 , por Desconhecido - | No one following this article yet.

PELA DEMOCRACIA E O FUTURO DO BRASIL, VOTE HADDAD E MANUELA 13! DIGA NÃO AO FASCISMO!

27 de Outubro de 2018, 14:36, por Andre Vieira - 0sem comentários ainda

Não é hora de hesitar, ficar calado ou menosprezar a situação! O segundo turno das eleições de 2018 pode determinar de forma trágica o destino do Brasil para os próximos anos. Duas propostas claramente distintas dividem a nação: Uma que afirma os princípios e garantias fundamentais estabelecidos na Constituição Cidadã de 1988, e outra que aponta claramente para a ruptura desses princípios, pregando abertamente por soluções que não encontram respaldo em nosso atual ordenamento jurídico. Trata-se, objetivamente, de escolher entre uma postura democrática e outra de pendores nitidamente ditatoriais e fascistas.

 

E isso não é exagero. É fato que vem alarmando o mundo todo.

 

Afinal, propor uma “limpeza” de cunho ideológico no país é afirmar o princípio básico do fascismo que é o da eliminação do diverso. Por si só, essa afirmação do candidato é reveladora de seus pendores ditatoriais. E não é só isso. A campanha e a trajetória política do candidato que reivindica valores como “patriotismo, família e Deus” são marcadas pela defesa de posturas extremistas, violentas e anti-democráticas, como a tortura e a ditadura militar.

 

Isso não é pouca coisa. É gravíssimo. Eleger um candidato que tem nitidamente posturas ditatoriais é uma tragédia para o Brasil e uma vergonha perante o mundo!

 

Além disso, o candidato que defende atitudes extremas contra parcelas vulneráveis da população tem como programa de governo um plano econômico ainda mais destrutivo para o Brasil e sua população que o de Temer. O candidato da ditadura é também o candidato do ultraliberalismo, da privatização ampla, do Estado Mínimo radical, etc. Tal política tende a uma profunda recessão econômica, com aumento de desemprego e falências. O resultado é o aumento da desigualdade social e da concentração de renda, produzindo ainda maior exclusão social e aumento explosivo da violência.

 

A “solução-final” para a segurança pública proposto pelo candidato das elites financeiras globais, através da eliminação física (extermínio) pura e simples da população marginalizada, pode parecer "viável" para uma burguesia que só pensa em acumular e ignora as consequências. Mas a proposta tipicamente fascista de eliminação dos socialmente excluídos tende a gerar o efeito inverso, que é o aumento da violência.

 

Por isso, os seguidores do candidato-mito que esperam melhoria econômica ou segurança pública estão redondamente equivocados. Não é nada disso que tende a produzir as políticas ultraliberais defendidas a ferro e fogo pela elite financeira global, que é a grande, senão a única favorecida pelo candidato-bomba brasileiro. Aliás, para essa elite global, até melhor que o Brasil esteja mergulhado num imenso conflito social, pois dessa forma se pode controlar mais facilmente as riquezas estratégicas nacionais... Essa é a conta que fecha a equação da opção política que a direita fez pela destruição do Brasil.

 

O antipetismo foi uma irracionalidade produzida pelo empenho cotidiano e diuturno de uma mídia ologopolizada e pela atuação escandalosamente parcial do Judiciário. Foi essa campanha articulada por poderosos interesses, inclusive internacionais, que permitiu que o Brasil hoje se site à beira do abismo, com a possibilidade de eleição de um candidato a ditador com pendores explicitamente fascistas.

 

Tal campanha possibilitou que houvesse uma inversão na opinião pública, de forma que os anos em que o PT governou o Brasil, que objetivamente representaram períodos de significativa melhoria das condições econômicas e sociais do país, passaram a ser vistos como negativos, ao passo que os efeitos destrutivos da política de Temer não foi associada à direita que o apoiou e hoje se aninha na candidatura extremista.

 

O impeachment forjado de Dilma Rousseff, feito pelas conveniências políticas de uma oposição de direita que se tornou maioria após as eleições de 2014, foi o primeiro golpe a cassar a legitimidade da escolha popular. O segundo golpe foi a condenação sem provas e a prisão ilegal de Lula, num processo em que ficou evidente a motivação política. E isso foi percebido pelo mundo todo, inclusive pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU, o qual o Brasil solenemente desobedeceu para dar continuidade ao golpe e manter Lula como preso político.

 

O descalabro de uma possível eleição de um fascista no Brasil só tem sido possível mediante a reiterada ação parcial do Poder Judiciário, que tem atuado em franco favorecimento da continuidade de posturas ilegais para o fim de garantir a predominância política da direita, no caso extrema-direita, no país.

 

Afinal, um candidato que prega abertamente soluções em flagrante desrespeito à Constituição, já deveria ter sido cassado. Some-se a isso o esquema milionário de financiamento de fake news (mentiras) através de distribuição massiva em aplicativos questionados no mundo todo, como o Whatsapp e Facebook, e temos todas as condições de afirmar que a ascensão do fascismo no Brasil se dá mediante uma fraude que conta com a colaboração de instituições fundamentais do Estado, especialmente o Judiciário, que deveriam agir para coibir tais abusos que podem, ao final, corromper de forma irreversível as eleições e, com isso, a legitimidade e a estabilidade institucional no país.

 

O Brasil ainda tem chance. Apesar da inação daqueles que deveriam zelar pela observância dos preceitos constitucionais, especialmente na ocasião do pleito democrático, o povo deve manifestar no segundo turno das eleições seu repúdio ao fascismo, às políticas excludentes, à manipulação e à parcialidade das instituições, votando na opção democrática e que defende inequivocamente os direitos dos trabalhadores e do povo.

 


Que o Brasil retorne aos brasileiros. Que a imensa riqueza nacional seja posta para benefício do povo brasileiro.

 

HADDAD 13 PRESIDENTE e MANOELA VICE!


Ditadura nunca mais!

Viva a democracia!



Dados do Eclipse lunar - 27/07/2018

26 de Julho de 2018, 13:04, por Andre Vieira - 0sem comentários ainda

Nascer da lua (Curitiba): 17h46 (Fonte: Simepar)

Nascer da lua (Ivaiporã): 17h57 (Fonte: Simepar)

Início penumbra: 17h15 (UT) 14H15 (BR)

Início contato umbra: 18h24 (UT) 15H24 (BR)

Início umbra: 19h30 (UT) 16h30 (BR)

Auge umbra: 20h21 (UT) 17h20 (BR)

Início fim umbra: 21h13 (UT) 18h13 (BR)

Fim umbra: 22h19 (UT) 19h19 (BR)

Fim penúmbra: 23h28 (UT) 20h28 (BR)



Vice-presidente dos EUA vem ao Brasil conferir as condições dos imigrantes venezuelanos no país

27 de Junho de 2018, 11:32, por Andre Vieira - 1Um comentário

 

Esse anúncio poderia até passar despercebido dado que já é quase senso comum, pela repetição insistente, o papel auto proclamado pelos EUA de “guardião mundial dos direitos humanos”. Só que dessa vez, a cena propagandística do império esbarra num “pequeno incômodo”, que põe a nu a enorme contradição: ONDE ESTÃO AS CRIANÇAS BRASILEIRAS E AS DEMAIS QUE FORAM SEPARADAS DE SEUS PAIS PRESOS AO TENTAREM MIGRAR AOS EUA?

 

Essa contradição explícita é muito reveladora da real postura e dos verdadeiros propósitos da visita imperial ao Brasil.

 

O que isso revela da postura norte-americana é a sua falsa militância pelos direitos humanos.

 

E sobre os propósitos da visita, revela que o verdadeiro intento é o de conferir apoio do Brasil às ações norte-americanas de desestabilização e de golpe contra a Venezuela.

 

A imigração venezuelana é diretamente promovida pelos EUA através dos embargos e sanções econômicas impostas ao insubmisso país latino-americano.

 

A aparente preocupação norte-americana com as condições da imigração venezuelana no Brasil é tão somente um ato propagandístico levado a efeito pela mídia colonizada brasileira, para plantar na opinião pública, novamente, a falsa ideia de que na Venezuela reina a tirania enquanto os EUA são os paladinos dos direitos humanos...

 

 

 



O colonialismo mostra seus efeitos

25 de Junho de 2018, 13:56, por Andre Vieira - 0sem comentários ainda

 

Enquanto aprofunda o caráter liberal e colonial de seu modelo de economia, o mundo enfrenta as contradições conflitantes inerentes a esse processo. A atual crise migratória é um dos casos mais veementes. Nações submetidas ao colonialismo são condenadas à ruína econômica e à violência política e social. Por consequência, os povos submetidos à exclusão e à violência são impingidos a se aventurar em travessias arriscadas em nome de uma possibilidade digna de sobrevivência, que não raras vezes mostra-se ilusória, no final das contas.

 

A tragédia das migrações expõe o “mundo civilizado ocidental” às suas mais duras verdades: os valores humanitários de suas constituições são letra morta. Mais que isso: essa realidade por tempos dissimulada vem se mostrando cada vez mais explícita.

 

Donald Trump é o exemplo mais acabado desse “cinismo explícito” em que as vítimas são transformadas em criminosos na cara-dura. Trump representa um espectro político que tem por hábito colocar seus interesses acima de qualquer circunstância, ainda que seja acima da ética e da lei: nós "podemos", impomos e pronto!

 

Às nações submetidas a esse capitalismo neocolonial estão reservadas a falência econômica, o desemprego e a instabilidade social. O truque da narrativa conservadora é atribuir a pobreza como demérito do próprio povo, ocultando os processos de apropriação efetivados pela potência colonizadora.

 

É dessa forma que transformam os pobres em culpados pela própria pobreza e, pior, uma potencial ameaça à manutenção do status da classe possuidora.

 

O capitalismo, assim, cria sua contradição principal que opõe, de um lado, a ampla massa de perdedores e, do outro, a minoria proprietária.

 

O poço-sem-fundo em que mergulhou o Brasil desde o golpe contra a presidenta Dilma, em 2016, é o resultado direto da atuação das forças neocolonialistas lideradas pelos EEUU na América Latina. Enganado pelo braço mais fiel e poderoso da potência imperial – a grande mídia empresarial, o povo brasileiro tem sido distraído por midiáticos escândalos de corrupção, enquanto as imensas riquezas nacionais são entregues às forças que promoveram o golpe, deixando à míngua o futuro do país.

 

Novamente, o “cinismo explícito” da narrativa conservadora entra em campo para culpar as políticas sociais dos governos petistas anteriores pelos efeitos catastróficos da vigente política ultraliberal reinaugurada pelos golpistas.

 

As políticas efetivas determinam efeitos concretos. O Brasil entrou numa espiral de decadência econômica e de degeneração social resultantes de políticas ultraliberais que somente favorecem a acumulação de riquezas e a geração de enormes parcelas de excluídos.

 

O golpe de 2016 escancarou as portas da nação para os aproveitadores (colonialistas) de plantão e agora sofre as consequências para reverter a situação em condições muito mais complicadas que outrora.

 

Quem determina a atual crise brasileira é o imperialismo colonialista com sede no norte. O golpe dado em 2016 continua em 2018 impondo impedimentos à principal via para uma saída soberana e popular para a atual crise: as eleições. É nesse contexto que vemos a prisão ilegal e política de Lula e, através dela, a submissão de instituições do Estado, especialmente do Judiciário, aos intentos colonialistas.

 



EM DESTAQUE - 18/06/2018

19 de Junho de 2018, 0:16, por Andre Vieira - 0sem comentários ainda

Brasil à venda:
Petrobras e Eletrobras em debate na semana do Congresso Nacional. Portal Vermelho
Temer sanciona lei que permite venda direta do óleo do pré-sal. Agência Brasil
Golpistas preparam assalto de meio trilhão de reais no pré-sal. PT
Petroleiros mobilizam-se contra privatização da Petrobras. Portal Vermelho
Eletricitários denunciam precarização do trabalho e risco de apagão. Portal Vermelho
Gleisi: “A correria dos golpistas para entregar o Brasil”. PT
Pacote do Veneno deve ser votado nesta terça-feira (19). MST
Temer corta 95% das verbas em programas sociais e compromete futuro. Portal Vermelho
Brasil deixou de arrecadar R$ 354,7 bi com renúncias fiscais em 2017. Revista Fórum
Sem sucesso, Temer torra reservas brasileiras para conter dólar. Portal Vermelho
Neoliberalismo de Temer desmonta a indústria nacional. Rede Brasil Atual
Brasil ocupa a segunda pior posição em ranking da OCDE sobre mobilidade social. Rede Brasil Atual
Após 4 meses de intervenção, violência e tiroteios aumentam no Rio. Portal Vermelho
Venda da Caixa prejudica financiamento da casa própria a baixo custo. Portal Vermelho
Com liminar favorável, Itaú deixa de pagar R$ 26,6 bilhões em impostos. Revista Fórum

Paraná:
Liminar suspende tramitação do “Escola Sem Partido” em Curitiba (PR). Brasil de Fato
Comissão dos Direitos da Criança e do Adolescente aprova programa Escola sem Partido. ALEP
Governo Federal irá retomar rodovias com pedágio e conduzir nova licitação. Blog do Raoni

Lula:
Pochmann: Sem as reservas de dólares que Lula construiu, Brasil já seria hoje outra Argentina. Viomundo
Segunda turma do STF analisará mais um pedido para libertar Lula. Carta Capital
Moro interrompe testemunha para não ouvir o que ela pensa de Lula. Portal Vermelho
Depois de mandar corrigir Vatican News, Papa faz homília sobre comunicação caluniosa e a sedução dos escândalos. Revista Fórum
Ditaduras começam com notícias falsas, diz papa Francisco. Ópera Mundi
Chico Buarque, Martilho da Vila e artistas convocam Festival Lula Livre em julho RJ. Rede Brasil Atual
'A presidência foi roubada de Lula', diz Maradona na Rússia. Rede Brasil Atual
Partido judicial aponta seus canhões contra Gleisi. O Cafezinho
Dilma Rousseff defende Gleisi Hoffmann: “Farsa jurídica”. Revista Fórum

Ironia:
Câmara aprova criação do Dia Nacional do Rodeio em 4 de outubro. Agência Câmara

Mundo:
Apoiado por ex-presidente Uribe, direitista Duque é eleito presidente da Colômbia. Brasil de Fato
Separação forçada de famílias na fronteira gera indignação nos EUA. Carta Capital
ONU: Ataques saudíes a Al-Hudayda causan enormes bajas civiles. HispanTV
Mais guerra: Índia anuncia retaliação de US$ 240 milhões em tarifas contra os EUA. Sputnik
EE.UU. y Corea del Sur deciden suspender sus maniobras militares conjuntas. RT
Canciller surcoreana: Seúl espera declarar el fin de la Guerra de Corea este año. RT
Las dos Coreas desfilarán bajo una misma bandera y competirán juntas en los Juegos Asiáticos. RT

Saúde:
OMS retira transsexualidade da categoria de distúrbios mentais. Ópera Mundi
'Game over': La OMS incluye la adicción a los videojuegos como una enfermedad. RT
Canadá aprueba un proyecto de ley para legalizar la marihuana con fines recreativos. RT
Determinan qué sustancia previene el cáncer de mama (y la consumimos todos). RT

Natureza:
VIDEO: El hipnotizante flujo de un río de lava del volcán Kilauea. RT