Ir para o conteúdo

Andre Vieira

Voltar a Blog
Tela cheia

Governo do Paraná monta operação de guerra para confiscar previdência dos servidores

28 de Abril de 2015, 1:28 , por Andre Vieira - | No one following this article yet.
Visualizado 214 vezes

O Centro Cívico de Curitiba amanheceu em Estado de Sítio nesta segunda-feira, 27 de abril de 2015. Uma data vergonhosa para a história paranaense.

O governador Beto Richa (PSDB) montou uma operação de guerra para impedir que os servidores públicos presenciassem e se manifestassem durante a sessão da Assembleia Legislativa que votou o Projeto de Lei 252/2015.

A rejeição dos servidores públicos ao projeto é por motivos óbvios: com um rombo inexplicado nas contas do Estado, o governo quer fazer caixa às custas do fundo previdenciário dos servidores. O projeto é injustificado, lesivo aos servidores e ao Estado e de questionada legalidade.

A proibição prévia à presença e manifestação popular na Assembleia Legislativa foi um abuso. E esse abuso foi avalizado pelo Poder Judiciário, o que torna a situação ainda mais grave. É anti-democrático!

O aparato militar mobilizado pelo governador para reprimir uma manifestação pacífica e ordeira foi um enorme desrespeito à cidadania desse Estado.

Indigno é o governador que leva um Estado à falência administrativa, maltrata seus servidores e engana sua população.

Não terminou. A luta continua.